Arquidiocese Galeria de fotos Notícias

Domingo de Ramos: milhares de fiéis participaram da procissão e da Missa no centro de Salvador

Com ramos nas mãos, milhares de fiéis católicos participaram da procissão do Domingo de Ramos na manhã de hoje (14). A concentração, anunciada que teria início às 7h30, começou mais cedo ainda, já que por volta das 6h30 já tinha gente chegando na Praça do Campo Grande para aguardar, com ansiedade, a procissão que dá início à Semana Maior, que é a Semana Santa. “Eu cheguei aqui era umas 6h40, não tinha quase ninguém, e fiquei aguardando, peguei logo o meu ramo”, contou a aposentada Maria das Dores da Silva.

Assim como outros fiéis, Maria das Dores pegou o ramo que levou durante toda a procissão na pequena caminhonete de Nelson Barbosa, que há 22 anos cultiva, colhe e leva mais de 30 mil ramos para distribuir, gratuitamente, na procissão que acontece no Centro da Cidade. “Os ramos são plantados e colhidos em uma fazenda que eu tenho no Litoral Norte, em Imbassahy. Como o Povo de Deus tem aumentando muito, eu tenho, na mesma proporção, aumentado a quantidade de ramos  que distribuo aqui no Campo Grande”, conta.

Pontualmente, às 8h, o Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Murilo Krieger, e os bispos auxiliares Dom Marco Eugênio Galrão, Dom Estevam dos Santos Silva Filho e Dom Hélio Pereira dos Santos subiram ao palco montado na Praça do Campo Grande: era o momento da bênção dos ramos. Antes, jovens do Setor Juventude leram a mensagem enviada pelo Papa Francisco pelo Dia Mundial da Juventude, também celebrado no Domingo de Ramos.

Logo após a bênção, os milhares de fiéis deram início à procissão. De cima de cada um dos três trios elétricos que animaram todo o percurso, era possível ver um verdadeiro tapete verde que cobria toda a Avenida Sete de Setembro, no Centro de Salvador. “Celebramos o Domingo de Ramos para acolher Jesus em nossa cidade como o povo de sua época o acolheu em Jerusalém.  Nós queremos dizer-lhe que a cidade do Salvador é Sua, nossos corações são Seus. E assim como nós passamos O aclamando pelas ruas da cidade, queremos que Ele entre em nossas casas, leve a Sua bênção e a Sua paz. Eu tenho certeza que Ele fará isso vendo a boa vontade do povo e o desejo de acolhê-lo”, afirmou Dom Murilo.

No meio da multidão estava Maria das Graças Santos Nogueira. Moradora de Águas Claras, ela acordou cedinho neste domingo para aclamar a Jesus. “O Domingo de Ramos é o dia que fazemos memória à entrada de Jesus, sentado em um burrinho, em Jerusalém. Ele é o Rei!”, disse.

Assim como ela, Márcio Souza da Guia, da Comunidade Nascidos da Cruz, também participou da procissão. “Hoje é uma celebração importante, porque prepara os nossos corações para vivenciar, com alegria, a Páscoa que virá com a Semana Santa. Para nós, cristãos, é o momento sublime”, disse.

Presença da juventude

Diferente dos anos anteriores, os jovens da Arquidiocese de Salvador, este ano, fizeram a concentração, a partir das 7h, na Cúria Metropolitana. No local, os meninos e meninas realizaram um momento de oração antes de saírem até a Praça do Campo Grande, de onde partiu a procissão.

Ao longo de todo o percurso, era possível ver a alegria própria da juventude nos rostos dos jovens que atuam nas mais diversas paróquias e expressões juvenis. Também no meio da procissão, os jovens deram as mãos para rezar. “Nós estamos fazendo um momento de oração por todos nós, especialmente pela nossa Igreja”, disse Laiane Delmondes, secretária do Setor Juventude e membro da Missão Redenção.

Por volta das 10h os fiéis já estavam na Praça Municipal, para participar da Missa, presidida por Dom Murilo, e concelebrada pelos bispos auxiliares e pelos padres da Arquidiocese de Salvador. Apesar de, logo cedo, os fiéis terem enfrentado um pouco de chuva, o sol saiu e foi preciso abrir guarda-chuvas para se proteger.

Ao final da Celebração Eucarística, antes da bênção final, a Irmandade Nossa Senhora da Conceição da Praia entregou ícones com a imagem da Padroeira da Bahia, que percorrerá as 12 foranias de maio a outubro de 2019, preparando os jovens para a próxima Jornada Mundial da Juventude (JMJ), para o Dia Nacional da Juventude (DNJ) e para as homenagens pelos 470 anos de fé e devoção. “Os ícones vão percorrer todas as paróquias da nossa Arquidiocese. Os jovens das foranias, junto com o vigário e com o padre referencial, vão pensar a programação, que deverá ter início na primeira quinzena de maio e seguirá até o dia 27 de outubro, quando acontecera a nossa DNJ aqui na Arquidiocese de Salvador, um evento de massa. Após este período, os ícones vão permanecer com as foranias, junto com as cruzes que peregrinaram em 2016. Então, a ideia é que a nossa juventude acolha a cruz de Jesus e também o ícone da Sua Mãe, Nossa Senhora”, afirmou um dos articuladores do Setor Juventude, Leandro Loyola.

Texto: Sara Gomes

Fotos: Emilly Lima

 

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário