Arquidiocese Notícias

Sínodo da Amazônia será tema de tapete de Corpus Christi da Paróquia Ascensão do Senhor

Na próxima quinta-feira, dia 20, a Igreja celebra a festa de Corpus Christi e como tradição serão montados tapetes por onde os sacerdotes caminham com o ostensório. Na Paróquia Ascensão do Senhor, localizada no Centro Administrativo da Bahia (CAB), a montagem começará às 8h e este ano terá um tema especial: Sínodo da Amazônia. É importante destacar que a Missa da Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Jesus acontecerá às 17h.

De acordo com o pároco, padre Manoel Oliveira Filho, Comunidades, Pastorais, Movimentos e Serviços estão criando e executarão um lindo tapete para festejar o Amor de Cristo, que se dá em alimento para vida plena. “Herdamos os tapetes da tradição ibérica. É uma honra que a Igreja presta a Jesus Eucarístico. É importante que a tradição seja atualizada para o hoje da Igreja e da história. Uma das coisas mais importantes na atualidade da Igreja e do mundo é o Sínodo da Amazônia”, explica padre Manoel.

Sínodo

Em outubro de 2019, a Igreja retoma a célebre frase do Papa Paulo VI “Cristo aponta para a Amazônia”. Convocada pelo Papa Francisco, em outubro de 2017, a assembleia sinodal terá como tema “Amazônia: novos caminhos para a Igreja e para uma ecologia integral”. O objetivo do pontífice é identificar novos caminhos para a evangelização daquela porção do Povo de Deus, especialmente dos indígenas, frequentemente esquecidos e sem perspectivas de um futuro sereno, também por causa da crise da Floresta Amazônica, pulmão de capital importância para nosso planeta.

Em 2018, durante o encontro com povos indígenas de quase todos os países da Pan-Amazônia, em Porto Maldonado, Peru, o Papa Francisco falou sobre a riqueza dos saberes e da diversidade indígena, sobre a necessidade de defender a Amazônia e seus povos e, também, sobre as ameaças que estes povos enfrentam em função dos interesses econômicos em seus territórios. O Sínodo é uma instituição permanente da Igreja Católica que foi criada pelo papa Paulo VI, em resposta aos desejos dos padres do Concílio Vaticano II. A intenção é manter vivo o espírito de colegialidade nascido na experiência conciliar.

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário